Dicas de pesca - espadas na isca natural

Postado em 17/05/2017 por | 6178 visualizações

Nesta matéria o Fishclub traz mais uma série de dicas práticas valiosas, desta vez voltadas para um peixe de água salgada que, apesar de bastante peculiar e interessante, por vezes passa batido pelos pescadores esportivos mais experientes. Estamos falando do valente peixe-espada, uma espécie muito apreciada por sua carne, mas que também oferece boas brigas que com certeza agradarão de novatos a veteranos. Desta vez quem compartilha seus conhecimentos e sugestões sobre o tema com o clube é o nosso membro Rodrigo Ribeiro, que nos últimos anos tem investido cada vez mais tempo e atenção na pesca desta fascinante espécie. Com vocês, a pescaria de espadas na isca natural!

Alguns peixes do nosso litoral, apesar de visados por pescadores artesanais e pescadores esportivos iniciantes, não costumam receber tanta atenção daqueles já mais "avançados" na arte da pesca. É o caso do peixe-espada (Trichiurus lepturus), que vêm sendo há muitos anos pescado de maneira rudimentar e por vezes até mesmo acidental, atacando as iscas daqueles que se aventuram em praias, píeres e baías em busca de outras espécies. Apesar de subestimada, a pesca desse peixe de visual exótico e intimidador pode garantir muitas horas de diversão àqueles que se dediquem a entendê-lo um pouquinho melhor, ampliando seus conhecimentos sobre a espécie e aprimorando suas técnicas.

Tenho me dedicado à pescaria deste peixe a cerca de 4 anos, praticando-a principalmente no litoral do Rio Grande do Sul, em especial na Praia do Cassino, onde venho buscando aprender mais sobre a espécie e aperfeiçoar os métodos de captura da mesma. O peixe-espada tem em sua agressividade uma marca registrada e quando fisgado demonstra uma grande força, combinada a belos e acrobáticos saltos. Uma característica peculiar da espécie é sua capacidade de nadar na vertical, para cima e para baixo, posição que costuma assumir no momento da caçada. Por fim, vale destacar a enorme habilidade que tem para se livrar de anzóis e garatéias. É com o intuito de ajudar os membros do clube e demais leitores a aumentarem sua efetividade na pescaria desse incompreendido peixe, que trago aqui algumas dicas práticas.

MELHORES LOCAIS, ÉPOCAS E HORÁRIOS

O peixe-espada habita praticamente todo o litoral brasileiro, de norte à sul, frequentando uma grande variedade de ambientes costeiros e estuarinos. Praias, baías, canais, ilhas e manguezais são todos locais onde é possível topar com eles em algum momento. Para aumentar as chances de encontrá-los, recomendo investir nos lugares em que haja abundância de estruturas de pedra ou concreto, como píeres, pontes, molhes e costões rochosos. Sua pesca pode ser praticada estando o pescador embarcado ou não.

Pesca embarcada do peixe-espada

Os espadas podem ser capturados em qualquer época do ano, sendo que no verão por vezes aparecem em maior número e são encontrados grandes exemplares mais facilmente. Entretanto também já tive ótimos resultados pescando no inverno, de modo que não há uma regra clara aqui. No que diz respeito aos horários, é fato notório que a espécie torna-se mais ativa à noite. Apesar de ser um peixe que pode ser pescado em qualquer horário do dia, particularmente eu recomendaria ao pescador concentrar seus esforços mais no período final da tarde e durante a noite em si.

O ganho de produtividade é real na pesca noturna dos espadas

EQUIPAMENTOS E ISCAS

Estamos falando de um peixe que ataca muito bem as iscas artificiais, mas o foco que damos aqui é na pescaria com iscas naturais, que no geral se mostra mais efetiva e permite selecionar com mais precisão os espadas como alvo. Vários tipos de pequenos animais marinhos podem ser usados com sucesso para se atrair os espadas, mas o destaque sem dúvida fica para os pequenos peixes como sardinhas e manjubas. Elas podem ser utilizadas basicamente de três formas: inteiras, em cubos (postas) ou em filé.

No que diz respeito a equipamentos, o material para essa pescaria não precisa ser muito pesado. É interessante o uso de varas com ação rápida, no geral entre 17 e 20 libras, já que se faz necessária uma fisgada firme e "seca" para que o anzol penetre e seja fixado com firmeza na dura e estreita boca óssea dos espadas. A linha utilizada pode ser uma monofilamento por volta de 0,35mm de espessura ou uma multifilamento com 20lb de resistência. Em locais onde haja muitas cracas, ostras e outros elementos cortantes junto às pedras, o uso de leader é indispensável. No geral é indicado também o uso de cabo de aço flexível, ou de um cabo rígido quando se utiliza sardinha ou outro pequeno peixe inteiro como isca. A substituição do anzol simples por uma garatéia é praxe entre os pescadores de espada, pois diminui a quantidade de peixes perdidos durante as brigas.

Existem várias montagens possíveis de serem utilizadas com sucesso na pesca dos espadas. Na maioria das vezes eles caçam próximos à superfície, então em muitos casos utilizam-se boias (luminosas ou não) aliadas a um sistema com nós de correr, que permite regular a altura em que a isca será apresentada aos peixes. Independente de como for estruturada a montagem, é importante que ela não dificulte os arremessos do pescador e que ela seja escolhida tendo em vista a forma e a profundidade onde o peixe está atacando com mais frequência. Por vezes é interessante descartar a boia e utilizar um esquema composto de chumbo + leader + cabo de aço, que permita que a isca desça mais e que você possa trazê-la num recolhimento lento, dando pequenos toques para instigar os peixes a atacarem. Apresento abaixo duas opções interessantes de montagem, uma com boia e garatéia e outra sem boia e com anzol único.

Montagem com boia

Montagem sem boia

DICAS FINAIS

● Mesmo usando iscas naturais, é interessante mantê-las em movimento na água, recolhendo lentamente e dando pequenos toques de ponta de vara, o que além de aumentar potencialmente o interesse do predador devido ao movimento, amplia também a dispersão do cheiro e dos óleos da isca pela coluna d'água.

● O espada é um peixe que por vezes coloca a isca na boca mas não a morde pra valer nem arranca com ela no primeiro momento. Com isso, muitas vezes na pescaria com boia ele não irá afundá-la bruscamente como outras espécies, mas vai apenas deitá-la ou deslocá-la sutilmente enquanto passeia com a isca na boca próximo à superfície. É preciso ter maior atenção e paciência nesses casos, esticando a linha aos poucos e esperando até o momento que se sinta o peso do peixe na linha para executar a fisgada.

● Quando perder um exemplar e o anzol voltar apenas com parte da isca sobrando, arremesse novamente no mesmo local anterior pois muitas vezes o espada ataca uma segunda vez, mesmo após ter sido fisgado há poucos segundos.

● Na pescaria noturna, além de usar boias luminosas tente usar também o "star light" (bastão luminoso) perto da isca, pois ele também aumenta a atratividade e consequentemente o número de capturas.

● Nunca esqueça de com quem você está lidando. Espadas são peixes inquietos, fortes e com uma cauda que pode agir como um chicote quando agitada fora d'água. Além disso é necessária uma atenção extra aos afiados dentes deste predador, que podem fazer um grande estrago e transformar uma pescaria divertida numa tragédia que poderia ser evitada com um pouco mais de cuidado.

___________________________________

O Fishclub é um projeto colaborativo por natureza. Portanto, se você tem algum conteúdo interessante e inédito sobre pesca e gostaria de vê-lo transformado numa matéria aqui na nossa seção Fishnews, é só enviar um email para [email protected] explicando sua ideia e mostrando um pouco do seu material, que nossa equipe fará uma avaliação do mesmo e retornará o seu contato. Caso suas imagens, texto e demais informações atendam os nossos padrões de qualidade e sejam consideradas de interesse para nossa comunidade, o seu conteúdo pode virar a próxima matéria publicada aqui no Fishclub!

___________________________________

Armando Bezerra
Show, só pesco no litoral quando vou visitar os parentes mas essas dicas são sempre válidas. Conhecimento nunca é demais e vocês estão trazendo umas informações bem legais pra comunidade. Parabéns!
  • 17/05/2017

  • Fisgar
Baca
Demais, Rodrigo! Eu pescava muitas espadas do costão em Guarapari, pegava cada uma... Parabéns pela matéria.
  • 17/05/2017

  • Fisgar
Pesqueiro 67
Esse bicho tem um cara de mau doida demais hehehe deve ser bem legal pescar ele. Parabéns pela matéria!
  • 17/05/2017

  • Fisgar
Rodrigo Ribeiro
Obrigado Galera, espero que essas dicas ajudem o pessoal a desvendar alguns mistérios que cercam ainda a pescaria deste fantastico peixe !! Abraços
  • 17/05/2017

  • Fisgar
Valdecir Teles Junior
Que show de pescaria e de matéria...
  • 17/05/2017

  • Fisgar
Christian Garcia
Parabens grande Rodrigo. Show.
  • 17/05/2017

  • Fisgar
Rivaldo Dias
Muito bom! Espada é um peixe muito subestimado mesmo pelos pescadores. Gostoso de pescar e gostoso de comer rsrsrs
  • 18/05/2017

  • Fisgar
André Sesquim
Muito show Rodrigo, conteúdo muito útil. Parabéns!
  • 18/05/2017

  • Fisgar
Ritinha
Legal demais, gostei das duas opções de montagem! Meu marido gosta muito de comer esse peixe rsrsrs
  • 19/05/2017

  • Fisgar
Felipe Sesquim
Boa matéria, parabéns amigo. Aqui em Imbituba espada é "mato" rs..
  • 19/05/2017

  • Fisgar
Rocha FSB
Muito legal o conteúdo, que venham mais matérias com dicas!
  • 20/05/2017

  • Fisgar
Pedro Ortigosa
Show as dicas! Eu uso uma montagem parecida com essa da bóia. Vou tentar com garatéia pra ver se escapam menos. Valeu!
  • 22/05/2017

  • Fisgar
Jonas Pescador
Muito bom tchê! Não sabia que se pescava esses bichos aqui no nosso litoral. Tem cara de ser bravo hehehe
  • 25/05/2017

  • Fisgar
Mateus Kenji Shimada
Bela matéria!! Gosto bastante de pescar espadas, mas com iscas artificiais e equipamento leve, a briga é demais!
  • 04/06/2017

  • Fisgar
Dog
Pode garatéia com isca natural?
  • 28/06/2017

  • Fisgar
Roger Padilha
Parabéns, já fiz pescaria deste peixe na ponte Ayrton Senna que liga jardim da Penha a praia do canto em Vitoria ES, certíssimos ótima dica e reportagem maneira.
  • 26/09/2017

  • Fisgar
Faypo
muito bom, também curto muito essa pescaria de espadas
  • 15/07/2018

  • Fisgar
Código de Verificação
Mudar Imagem
Digite aqui o código de verificação