3º Campeonato Baiano de Pesca Esportiva

Postado em 01/02/2017 por | 1884 visualizações

Começamos 2017 com uma matéria bem interessante para quem participa ou pretende participar de campeonatos de pesca, trazendo inclusive algumas dicas pra lá de importantes sobre o assunto! Nosso membro Emerson Fregona mostra como foi sua participação em um torneio na Bahia e nos conta sobre uma lição bem importante que aprendeu nesse evento. É ler pra entender...

Participar de um campeonato de pesca é sempre uma emoção que carrega inúmeras expectativas. Novos amigos, troca de informações, aprimoramento de técnicas. Além é claro da possibilidade de coroar essa experiência com um belo troféu no pódio do evento. Foi dentro desse cenário que formamos a equipe Pescaria & Cia (composta pelos pescadores Edivaldo Rossi, Fregona e Juliano Sá) e partimos rumo a Ilhéus/BA, para participar do 3º Campeonato Baiano de Pesca Esportiva.

E LÁ VAMOS NÓS...

Saindo da cidade de Linhares/ES viajamos aproximadamente 700km e chegamos ao destino dois dias antes do evento. Como não conhecíamos o rio e não tínhamos muitas informações sobre o mesmo, nosso plano era fazer uma "pescaria de reconhecimento" um dia antes do torneio, para ambientar a equipe e aprender um pouquinho mais sobre o local onde competiríamos, de modo a diminuir a grande desvantagem em relação aos pescadores da região. Quando se trata da pesca em manguezais e em locais com influência direta da maré esse tipo de experiência prévia faz muita diferença no resultado final.

Logo que chegamos a Ilhéus, antes de partir pra missão de reconhecimento no dia seguinte, fomos até o local das inscrições confirmar nossa presença e obter as últimas instruções sobre o campeonato. Chegando na “Casa do Pescador” a recepção dos amigos Lu Mendes, Marcelinho e Walter Siepierski foi impecável e as histórias e causos sobre o lugar só fizeram aumentar ainda mais nossa expectativa. Já era quase possível sentir o cheiro de peixe na linha. Fomos então para o hotel ajeitar as tralhas e dormir cedo pra começarmos logo às 04:30h do dia seguinte, pois a maré já estaria no final da sua vazante.

INVESTIGANDO A ÁREA DE PESCA

Logo que chegamos ao Rio Cachoeira, que corta a cidade de Ilhéus em vários sentidos, fomos adentrando o mangue e tentando mapear pontos onde poderia ser interessante voltar durante o torneio. Quando se faz esse tipo de pescaria de prospecção é importante estar preparado para perder algum tempo testando os locais mais promissores e também perder algumas iscas em estruturas submersas (os famosos enroscos), até porque é justamente nesses locais que costumamos encontrar os maiores robalos.

Partindo para o reconhecimento do terreno

E por falar em robalos, obtivemos a informação de que no dia anterior o mestre Nelson Nakamura, que estava na cidade para dar uma palestra durante o campeonato, havia fisgado um bom flecha na casa dos 5kg que escapou na hora do embarque, em um ponto não muito distante de onde estávamos. Partimos então para o local. Isca daqui, isca dalí, jig pra cá, jig pra lá... e nada! A essa altura o horário já não estava tão interessante e a maré quase parada, situação em que os robalos costumam diminuir bastante sua atividade. Insistimos mais um pouco, mas sem sucesso. Tivemos apenas alguns ataques de peixes pequenos.

Do lugar onde estávamos pescando avistamos a ponte de Ilhéus e decidimos mudar de ponto. Começamos a jigar próximo às suas pilastras, onde um cardume de sardinhas pulava freneticamente. De repente a linha começa a correr! Pela característica da corrida, logo percebemos que não era um robalo, mas era algo forte que puxava a isca para o fundo. O responsável por nossa primeira captura mais interessante se revelou pouco depois: um xaréu amarelo.

Depois da captura de mais alguns peixes menores, decidimos mudar novamente e ir para um local chamado Pedra da Viúva, onde haviam dois cabeços de rocha. O método da pescaria permaneceu o mesmo: camarões artificiais com jighead variando entre 9 e 17 gramas de peso. Já estava chegando o fim da tarde quando a maré começou a encher. A água foi ficando mais esverdeada e, usando camarões mais claros, finalmente começamos a ter bons resultados com os robalos.

Os flechas foram aparecendo e a pescaria terminou deixando ótimas expectativas para a prova que aconteceria no dia seguinte.

O GRANDE DIA CHEGOU

Nos preparativos para a largada, a animação estava estampada em nossas caras, assim como na da maioria dos competidores. A Marinha marcava presença, fazendo a vistoria necessária na documentação das embarcações e dos próprios pescadores. Todos conferiam os últimos detalhes enquanto aguardavam a autorização de saída. Motores ligados, nervos à flor da pele e... partiu!

A equipe animada!

Preparativos para a largada

Nossa estratégia inicial foi correr diretamente para o ponto onde tivemos mais sucesso no dia anterior. Junto conosco foram cerca de 10 barcos que já conheciam o local, além de alguns caiaqueiros que também participavam do evento. Vários outros competidores se dirigiram para o "Ponto do Nakamura", imaginando que poderiam ter melhor sorte que o mestre naquele local.

O tempo foi passando e percebemos que nenhuma embarcação se dirigia ao ponto de pesagem. Foi quando lá pelas 09:30h capturamos o primeiro exemplar do dia: um robalo peva de 37cm. Para a nossa surpresa era o único na súmula geral do campeonato até então. Entre capturas e solturas de robalos menores, o tempo foi passando e o clima mudou. Um vento sul forte apareceu e a chuva começou a cair, mudando radicalmente tanto a temperatura quanto a pressão atmosférica, o que dificultou ainda mais a pescaria.

Mudamos de ponto e... nada! Vimos também diversos pescadores mudarem pra lá e pra cá e... nada! A certa altura o desespero começou a tomar conta dos participantes. Faltava menos de uma hora para o término da prova e nenhum robalo de porte pelo menos razoável aparecia nas linhas. Foi quando percebemos que, ao capturarmos ocasionalmente alguns peixes pequenos e soltá-los, as pessoas olhavam para nós com cara de interrogação. Por fim acabou-se o tempo. Era a hora de saber o resultado.

UMA GRANDE SURPRESA, UMA IMPORTANTE LIÇÃO

Ao chegar no stand da organização do evento, descobrimos que o maior robalo capturado havia sido um flecha de 52cm. O nosso peva havia sido o segundo maior robalo, o que nos deixou felizes naquele momento. Mas essa não seria a maior surpresa que teríamos. Começamos a ver pequenos exemplares chegando, computando pontos e sendo soltos... mas peraí, computando pontos?? Como assim??? Acontece que não fazíamos ideia de que robalos abaixo da medida podiam ser capturados, validados e liberados. Havíamos cometido um erro crucial ao não ler com atenção todo o regulamento e simplesmente jogamos fora boa parte dos pontos que ganharíamos no torneio!

Só agora entendíamos porque os demais pescadores nos olhavam espantados ao longe, quando soltávamos os pequeninos. Mas era tarde demais pra chorar sobre o leite derramado (ou chorar sobre os tricks soltos), de modo que preferimos dar risada de toda a situação. No fim das contas participar do campeonato foi muito divertido e fazemos questão de agradecer aos organizadores pelo belo evento que proporcionaram a todos. No próximo, com certeza, teremos muito mais atenção aos detalhes. Como diz o ditado... vivendo e aprendendo!

DICAS PARA QUEM ESTÁ COMEÇANDO NOS TORNEIOS

Nós pescadores aprendemos com nossas vivências e com as experiências dos outros. Dessa forma gostaria de passar adiante, para aqueles que estão começando a participar de torneios de pesca ou se interessam pelo assunto, algumas coisas que aprendemos ou confirmamos neste evento:

● Tente conhecer previamente o lugar onde se dará a competição. Se você não puder chegar antes para fazer um reconhecimento, busque obter o máximo de informações possível com que conhece a área (cor da água, pontos mais profundos, locais com estruturas submersas, comportamento dos peixes de acordo com as marés, espécies mais comuns, iscas mais utilizadas, etc). Muitas vezes um campeonato é vencido em um detalhe, como a escolha de um ponto de pesca ou o uso de uma isca em particular.

● Leve equipamentos variados, que permitam diversas possibilidades de montagem conforme a necessidade. Ter linhas mais finas à disposição por exemplo pode fazer diferença em dias onde o vento aperta ou a maré corre muito e você precisa de mais sensibilidade. Da mesma forma, iscas pequenas podem fazer a diferença, caso a prova aconteça num desses dias em que os peixes grandes se encontram de boca fechada e os pequenos acabam sendo o fiel da balança na pontuação geral.

● Tente capitalizar o máximo possível nos melhores momentos do dia e da maré e aproveite bem enquanto o clima estiver favorável. Nunca se sabe quando a mãe natureza pode agir e mudar a situação de pesca repentinamente.

● Trabalhe em equipe da melhor maneira possível. Não importa quem está pilotando o barco, quem está no motor elétrico e quem fisga o peixe num determinado momento. As capturas, grandes ou pequenas, são resultado da ação coordenada de todos os membros da equipe. Troféus e outras premiações, caso ocorram, também devem ser percebidos como um prêmio conjunto.

● Vá com espírito competitivo, pois faz parte do momento e o torna ainda mais especial. Mas nunca deixe de lado a simplicidade, humildade e o companheirismo. Aproveite esta reunião de pescadores para expandir seus conhecimentos e fazer novos amigos. Há muito mais para se ganhar num torneio do que medalhas e brindes.

● LEIA TODO O REGULAMENTO COM ATENÇÃO! Lembre-se de que as regras podem variar bastante de uma competição para outra e que alguns detalhes podem fazer a diferença. Caso tenha dúvidas, não hesite em esclarecê-las junto à comissão organizadora antes do evento começar.

● Por fim, leia novamente o regulamento com ainda mais atenção. Quem sabe assim você evite um vacilo como o nosso e possa rir ao final do evento como fizemos... só que do alto do pódio.

___________________________________

O Fishclub é um projeto colaborativo por natureza. Portanto, se você tem algum conteúdo interessante e inédito sobre pesca e gostaria de vê-lo transformado numa matéria aqui na nossa seção Fishnews, é só enviar um email para [email protected] explicando sua ideia e mostrando um pouco do seu material, que nossa equipe fará uma avaliação do mesmo e retornará o seu contato. Caso suas imagens, texto e demais informações atendam os nossos padrões de qualidade e sejam consideradas de interesse para nossa comunidade, o seu conteúdo pode virar a próxima matéria publicada aqui no Fishclub!

___________________________________

Rivaldo Dias
Muito legal o relato da participação de vocês no campeonato! Atenção aos detalhes às vezes faz mesmo a diferença hahahaha
  • 01/02/2017

  • Fisgar
Pesqueiro 67
Muito legal participar de torneios é sempre divertido. Parabéns pela atitutde de levar as coisas numa boa.
  • 01/02/2017

  • Fisgar
Rocha FSB
Bacana a experiência. No dia anterior até que saíram uns peixes bons hein!
  • 01/02/2017

  • Fisgar
Baca
Fantástico, galera! Ficam as lembranças e o aprendizado... Parabénssssssss
  • 01/02/2017

  • Fisgar
Gilberto Arpini Sipioni
Muito show o relato e as fotos. Quanto as regras, fica o aprendizado!! Meus para parabéns!
  • 02/02/2017

  • Fisgar
BRUNO MATHEUS MASCHIO SIL
show de materia
  • 02/02/2017

  • Fisgar
Pedro Ortigosa
Muito bom! Pena que os peixes que saíram no dia anterior não voltaram pra bater de novo na linha da equipe rsrsrs mas é isso aí, "pescando e aprendendo"!
  • 02/02/2017

  • Fisgar
Ritinha
Muito legal o relato, parabéns. Nunca participei de campeonatos mas quem sabe um dia. Parece ser divertido!
  • 03/02/2017

  • Fisgar
Flavio Araujo Graciano
Eu gostaria de participar de um campeonato de pesca, só pela experiência, pq não acho que tenho técnica pra competir de verdade!
  • 04/02/2017

  • Fisgar
Felipe Sesquim
Boa matéria e belo aprendizado rs...
  • 04/02/2017

  • Fisgar
Armando Bezerra
Muito legal o relato da experiência de vocês. A matéria é bem útil pra quem está começando a se interessar pelo assunto. Eu também já cometi alguns erros no passado em campeonatos rsrsrs
  • 05/02/2017

  • Fisgar
Jonas Pescador
Muito bom gurizada, boas dicas! Eu pretendo começar a participar de campeonatos também em breve, deve ser bem divertido e acho que todos aprendem algo nesse tipo de evento.
  • 20/02/2017

  • Fisgar
edulregis
Top a matéria, valeu a diversão
  • 05/03/2017

  • Fisgar
Paulo Pita
Fica o aprendizado.
  • 26/03/2017

  • Fisgar
Roger Padilha
Só o aprendizado já valeu .... To muito feliz de estar aqui com todos de tão grande experiência.
  • 06/06/2017

  • Fisgar
Código de Verificação
Mudar Imagem
Digite aqui o código de verificação