Traíras urbanas - diversão dentro da cidade!

Postado em 17/10/2016 por | 3880 visualizações

Inaugurando as matérias produzidas por usuários do Fishclub, temos o prazer de abrir este espaço para nosso amigo Zinho do Sorocaba Fishing Team (e agora da FishTV), que nos traz um belo exemplo de pescaria prática e bastante acessível que, até mesmo por esse motivo, algumas vezes acaba sendo subestimada. Trata-se de uma pescaria que não envolve grandes deslocamentos, não gera custos elevados e nem requer muito tempo livre, mas que pode garantir momentos de muita diversão e com certeza ajuda a aliviar o stress do dia a dia. Com vocês, as traíras urbanas!

Muitas vezes quando nos deparamos com histórias de grandes pescarias em locais paradisíacos, seja em um fóruns, revistas ou programas de pesca, ficamos pensando em quando teremos tempo, dinheiro ou condições pra realizar algo parecido. Ao mesmo tempo em que sonhamos com a tal pescaria também somos obrigados a encarar a realidade, constatando o quanto teremos que planejar, aguardar e "capitalizar" pra fazer uma aventura assim. O problema é que pra quem ama pescar esperar nem sempre é fácil. Com certeza há quem se contente em fazer apenas uma ou duas boas pescarias por temporada e passar o resto do ano se matando de trabalhar, contudo esse não é o meu caso e, tenho certeza, também não é o caso de muitos aficionados que nos leem agora. Mas quem disse que uma boa pescaria só pode ser realizada distante dos grandes centros, em locais bem preservados e piscosos, em viagens que muitas vezes custam um bom dinheiro?

A experiência que trago aqui vem na contramão dessa ideia. Pescaria boa é aquela onde o pescador se diverte, é aquela que cumpre seu papel recreativo e, por que não dizer, terapêutico. Uma pescaria assim pode ser realizada tanto no mais remoto rio da região amazônica quanto em locais bem próximos. Muitas vezes um ponto de pesca interessante pode estar mais perto do que supomos, talvez existam locais propícios dentro de sua própria cidade e, com um pouco de sorte, até mesmo no bairro ou na rua onde você mora! Esse é o cenário perfeito pra pescarias rápidas que podem ser feitas inclusive durante a semana, antes ou depois do trabalho, e são uma excelente forma de recarregar nossas baterias. Nada mal poder relaxar antes de começar ou depois de finalizar mais um dia estressante na cidade não é mesmo?

Pra quem ama pescar, não há hora nem lugar.

O PEIXE ALVO DITA AS TÉCNICAS E OS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

A traíra, meu principal alvo nestas pescarias urbanas, é um peixe que apesar de ser encontrado em diversos tipos de ecossistemas aquáticos prefere claramente os ambientes lênticos, ou seja, de águas calmas ou paradas. Como boa parte dos pescadores sabe, elas são predadores de emboscada que costumam se esconder em meio à vegetação ou se camuflar entre galhos e troncos submersos, à espera de alguma presa incauta que passe por perto. Essas características da espécie determinam as melhores maneiras de pescá-la e também apontam os materiais mais indicados, principalmente as iscas.

Como geralmente os melhores resultados são obtidos em meio à vegetação eu costumo utilizar bastante as iscas artificiais com algum tipo de sistema anti enrosco, como frogs e girinos, além das iscas softs nas já consagradas montagens utilizadas para o Black Bass - como o texas rig e o carolina rig - de forma adaptada para as dentuças. Sobre o trabalho das iscas, imprimir um ritmo mais lento e cadenciado costuma ser uma forma bem eficiente de atrair as traíras.

Vários tipos de soft baits funcionam bem com as traíras.

Uma questão intrigante acerca das traíras é entender como é possível a presença desses predadores em águas urbanas, já que em nossa triste realidade elas costumam ser poluídas e estagnadas. Dentre as várias adaptações da espécie, duas facilitam a sobrevivência nesse tipo de ecossistema: a capacidade de variar a dieta, alimentando-se de um grande número de presas, e a grande tolerância a baixos níveis de oxigênio na água. A traíra é uma sobrevivente nata!

Um peixe equipado para predar os mais variados alvos.

PESCANDO NO AMBIENTE URBANO

As imagens que ilustram esta matéria foram feitas em um "ponto de pesca" não muito convencional: o trecho do Rio Sorocaba que corta a cidade de mesmo nome, um curso d'água amplamente impactado pelo homem e que atualmente se encontra em processo de despoluição (ainda longe de ser concluído). Sorocaba é o quarto município mais populoso do interior do estado de São Paulo, com quase 650.000 habitantes e uma forte vocação industrial. O rio ao cruzar a cidade não lembra em nada um daqueles paraísos da pesca esportiva que mencionei no início do texto, mas nem por isso deixa de ser uma boa opção pra aplacar a constante vontade de pescar.

Num ambiente como esse a forma mais prática e eficiente de explorar o rio é, por incrível que pareça, se locomovendo por terra. Em vez de utilizar um barco ou caiaque meu meio de locomoção nesse caso é quase sempre o carro, já que boa parte do rio é margeado por uma grande avenida. O automóvel permite cobrir e investigar rapidamente uma grande área, o que ajuda muito quando se tem pouco tempo disponível e a ideia é dar uma pescadinha rápida entre um compromisso e outro. Também é possível fazer essa pescaria se deslocando de bicicleta - Sorocaba tem a segunda maior malha cicloviária do Brasil, atrás apenas da cidade do Rio de Janeiro.

Deslocamento de um ponto a outro, com o rio sempre ao lado.

Pescar dirigindo pela cidade é minha forma de usar um dos maiores símbolos da vida urbana moderna, o automóvel, pra subverter a lógica e conseguir sair da rotina, incluindo no dia a dia um pouco mais de diversão e contato com a natureza, mesmo que não seja uma natureza assim tão virgem e preservada. Pra facilitar essas "escapadas" eu costumo deixar alguns equipamentos de pesca de prontidão, já arrumados dentro do carro.

A alegria de ver as dentuças prosperando num ambiente que já foi tão castigado só é superada pelo prazer de poder me divertir com elas sem sair do meu "quintal". Pra complementar, devolvê-las pra vida depois de cada batalha me dá a sensação de que estou usufruindo do pouco de natureza que resta na minha cidade, sem entretanto deixar de preservá-la. No fim das contas, seja na cidade, no campo ou na floresta, a traíra é com certeza um dos peixes com mais personalidade de nossas águas, um oponente virtuoso que garante a diversão em qualquer ocasião.

Soltar hoje, para continuar tendo o que pescar amanhã.

E você, já teve a oportunidade de pescar traíras em alguma área urbana? Conhece algum lugar na sua própria cidade onde elas possam ser pescadas? Se você nunca pensou nessa possibilidade nem nunca abriu os olhos pra chance de capturar as dentuças perto de casa... está esperando o quê?!

___________________________________

O Fishclub é um projeto colaborativo por natureza. Portanto, se você tem algum conteúdo interessante e inédito sobre pesca e gostaria de vê-lo transformado numa matéria aqui na nossa seção Fishnews, é só enviar um email para [email protected] explicando sua ideia e mostrando um pouco do seu material, que nossa equipe fará uma rápida avaliação do mesmo e retornará o seu contato. Caso suas imagens, texto e demais informações atendam os nossos padrões de qualidade e sejam consideradas de interesse para nossa comunidade, o seu conteúdo pode virar a próxima matéria publicada aqui no Fishclub!

___________________________________

   e mais 62 fisgaram isso.
Evandro
legal,aqui na minha cidade tem um lago quase no centro onde tem muitas tilapia!!
  • 21/11/2016

  • Fisgar
Matheus Moura
Shoow, Parabéns!
  • 22/11/2016

  • Fisgar
Marcelo Darós Matielo
Aqui na minha cidade o forte é o robalo... bem no centro mesmo... Linda a matéria
  • 22/11/2016

  • Fisgar
Alan Resende
Parabéns pela a matéria, sensacional!
  • 22/11/2016

  • Fisgar
Marcelo
Otima materia..realmente,muitas vezes por correria do dia a dia passamos despercebidos por lugares que estao muito proximos de nos.
  • 22/11/2016

  • Fisgar
Rodrigo Martins
Linda matéria.. Parabéns!! Pena que na maioria das cidades, exemplo da minha cidade, o pessoal não respeitam, armam redes, jogam tarrafas de dia e não temos fiscalização e nossos peixes vão sumindo do nosso Rio, como menciona o narrador da matéria.. (Mas quem disse que uma boa pescaria só pode ser r...
  • 23/11/2016

  • Fisgar
Xandelle88
Parabéns pela materia!
  • 23/11/2016

  • Fisgar
Gellian
show de matéria.
  • 24/11/2016

  • Fisgar
Ramon santos porto
Boa matéria, gostei muito,parabéns.
  • 24/11/2016

  • Fisgar
Zinho
aeeeee galera, mto obrigado pelos comentarios aqui na materia....juntos somos mais fortes. Parabens a toda galera do Fishclub!
  • 24/11/2016

  • Fisgar
Christian Garcia
Trairas é tudo de bom, ainda mais pertinho de casa. Parabens.
  • 25/11/2016

  • Fisgar
Thales
Já era fã do Zinho na FishTv, agora ainda mais. Materia top, e do lado de casa.
  • 25/11/2016

  • Fisgar
Zinho
Muito obrigado Thales e Christian ....tmj.
  • 25/11/2016

  • Fisgar
ian
parabens
  • 26/11/2016

  • Fisgar
Álvaro Emanuel da silva
lindas trairas
  • 28/11/2016

  • Fisgar
UDERLAN VIANA MORAES
PARABÉNS EXCELENTE MATÉRIA...!!!
  • 28/11/2016

  • Fisgar
Flavio Araujo Graciano
Aqui em santos nos canais que dividem a cidade existem muitas tilapias e em alguns desses canais, mais próximos do mar encontra-se alguns robalinhos!
Parabéns pela matéria!
Abraço
  • 02/12/2016

  • Fisgar
Paulo Pita
Parabéns pela matéria. Vale lembrar a importância da soltura do peixe para a continuidade da diversão futuramente.
  • 15/12/2016

  • Fisgar
Lucas M. Correa
Parabéns pela Matéria!! Realmente interessante saber das possibilidades de pescaria urbana e ainda chamar atenção para a necessidade em prestarmos atenção ao meio ambiente nas cidades!
  • 21/02/2017

  • Fisgar
Decio.Neto
Grande Zinho... bela empreitada amigo e linda traíra....
A linda Tabarana do meu perfil foi capturado exatamente no Rio Sorocaba, ha alguns anos atrás... como estão as coisas ai no seu quintal?
Quem sabe em abril eu não faço uma empreitada dessas, visitarei meus cunhados que moram na cidade.
  • 22/03/2017

  • Fisgar
Código de Verificação
Mudar Imagem
Digite aqui o código de verificação